HÉLIO'S BLOG

Início » #Holístico » Nível do Oceano se eleva e esta inundando costa leste dos EUA

Nível do Oceano se eleva e esta inundando costa leste dos EUA

https://helioaraujosilva.wordpress.com/

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#DivulgaçãoCientífica

new-york-inundação-leste-EUA

Inundações pelas Marés, impulsionadas pelo rápido aumento do nível do mar, vão aumentar dramaticamente nas comunidades da Costa Leste dos EUA e na região do Golfo do México ao longo dos próximos 30 anos.

As comunidades costeiras da costa leste dos EUA estão sofrendo inundações mais freqüentes durante as marés altas. Na medida em que o nível do mar se elevará ainda mais ao longo dos próximos 15 a 30 anos, as inundações das marés estão previstas para ocorrerem com muito mais freqüência, causando mais perturbações, e até mesmo tornando algumas áreas inutilizáveis, sendo alagadas definitivamente – tudo isso dentro do prazo de uma hipoteca de um imóvel (cerca de 30 anos).

cientista-preocupados-uniãoInundações pelo aumento das Marés, impulsionadas pelo rápido aumento do nível do mar, em função das mudanças climáticas, vão aumentar dramaticamente nas comunidades da Costa Leste dos EUA

Fonte: http://www.ucsusa.org/ e https://www3.epa.gov/

Uma análise de 52 marégrafos em comunidades que se estende desde Portland, Maine para Freeport, no Texas mostra que a maioria destas comunidades vai experimentar um aumento acentuado do número e da gravidade dos eventos de inundação das marés, nas próximas décadas, com implicações significativas para as propriedades, infra-estrutura, e da vida cotidiana nas áreas afetadas.

inundações-miami-florida-woman-boarding-bus

Inundações em Miami, no estado da Flórida. Photo: Joe Raedle/Getty Images North America

Dado o aumento substancial e quase onipresente na frequência de inundações nessas 52 localidades, muitas outras comunidades ao longo da Costa Leste e do Golfo do México terá de se preparar para as mudanças devido às inundações pelo aumento do nível do mar.

Duas vezes por mês (durante as luas nova e cheia), a atração gravitacional combinada do sol e da lua cria marés que sobem um pouco mais do que o normal.

Em algumas comunidades costeiras, essas marés extremas, ou as marés vivas, inundam as áreas baixas. Em muitos locais, as inundações estão acontecendo com muito mais frequência do que há apenas 40 anos. Em várias comunidades, a inundação das marés quadruplicou em frequência desde 1970.

inundações-graficos-1970-2012

Local Sea Level Rise and Tidal Flooding, 1970–2012 (Boston, MA; Atlantic City, NJ; Norfolk, VA; Charleston, SC)

Hoje, a maioria dos eventos de inundação de maré são maiores, interrompendo o transporte local e a vida cotidiana por breves períodos de tempo. Mais  inundações extensas e moderadas vão ocorrer em alguns locais apenas de marés anteriormente, mas com pouca freqüência.

Os ventos fortes, chuvas e tempestades que coincidem com as marés altas podem resultar em inundações ainda mais extensas e prejudiciais. A elevação do nível do mar, impulsionado principalmente pelo aquecimento global, é a principal causa de aumentos de inundações observadas em inundações das marés.

inundações-portsmouth-new-hampshire

Inundação em Portsmouth, estado de New Hampshire. Photo: Tim Hayes/Puddleduck Photo

Enquanto o nível do mar subiu cerca de oito centímetros de 1880-2009, as taxas muito mais elevadas ocorreram ao longo de partes da costa leste, incluindo New York City (mais de 43 centímetros desde 1856), Baltimore (33 centímetros desde 1902) e Boston (quase 25 centímetros desde 1921).

Em torno de 2030, a previsão é de que mais da metade das 52 comunidades estudadas vão ter a experiência, em média, de pelo menos 24 inundações das marés por ano em áreas expostas, assumindo projeções do nível do mar moderado. Vinte dessas comunidades poderá sofrer com o triplo ou mais em eventos de inundação das marés.

A costa do meio-Atlântico é esperada para ver alguns dos maiores aumentos na frequência de inundações. Locais como Annapolis, Maryland e Washington, DC podem esperar sofrer com mais de 150 inundações das marés por ano, e vários locais em Nova Jersey poderá enfrentar cerca de 80 inundações das marés ou mais.

Na medida que o nível do mar sobe, muitos eventos de inundação de maré vai deixar de ser um evento menor para ser maior, mais abrangente e mais extenso, com aumentos de rupturas e danos materiais que os acompanham.

A previsão é de que em 2045, muitas comunidades costeiras são esperados para sofrer com a elevação do nível do mar em mais ou menos 30 centímetros. Os aumentos resultantes em inundações das marés será substancial e quase universal nas 52 comunidades analisadas.

Um terço dos 52 locais com inundações pelas marés vão ter que enfrentar mais do que 180 vezes por ano o fenômeno das inundações. Nove lugares, incluindo Atlantic City e Cape May, Nova Jersey poderá ter inundações pelas marés 240 vezes ou mais por ano.

inundações-jamaica-bay-new-york

Inundações constantes em Jamaica Bay, New York. Photo: Peter Mahon/West 12th Road Block Association

Uma proporção crescente das enchentes seria extensa, e na medida que as inundações chegam cada vez mais longe em novas comunidades, as inundações também vão durar mais tempo. Áreas sujeitas a inundações em cinco comunidades estudadas no médio-Atlântico poderão ficar inundados mais de 10 por cento do tempo.

Na medida que o alcance das marés se expande, as comunidades que hoje não são inundadas em grande parte desconhecido as condições de inundação das marés, no futuro serão forçados a lidar com inundações crônicas – como algo normal. Muitos dos locais estudados, que hoje sofrem menos de cinco inundações de marés por ano poderia ver um aumento de até 10 vezes no número de enchentes anualmente até 2045.

O aumento das inundações das marés essencialmente esta confirmado. As alterações já postas em movimento pelo nosso passado e presente de emissões de gases que retêm o calor em grande parte conduziram ao ritmo de aumento do nível do mar e das inundações ao longo das próximas décadas.

inundações-bridgeport-connectictut-workshop

Reunião de funcionários de Órgãos públicos em Bridgeport, Connecticut, para estudar medidas de combate às inundações. Photo: WB Unabridged with Yale ARCADIS Team

As comunidades costeiras devem agir com urgência para se preparar para esta ameaça certa e crescente – e há muitas coisas que podemos fazer para ajudar a garantir uma existência duradoura dessas comunidades costeiras.

Os Municípios, com a ajuda dos governos estadual e federal, devem priorizar e incentivar a construção de casas  à prova de inundação, bairros e infra-estruturas essenciais; cercear o desenvolvimento em áreas sujeitas à inundação pelas marés; considerar os riscos e benefícios de medidas de adaptação, tais como diques e amortecedores naturais; e desenvolver planos de longo prazo com base no melhor conhecimento científico disponível.

Os custos e os desafios, no entanto, são grandes demais para os municípios arcarem sozinhos. A resposta coordenada e  bem financiado pelo governo federal também é necessária e deve incluir tanto os investimentos substanciais em construção de resiliência costeira, bem como medidas para profunda e rapidamente reduzir a poluição do aquecimento global.

inundações-tybee-island-georgia

Inundação em Tybee Island, no estado da Georgia. Photo: Jason Evans/Georgia Sea Grant

Esta última ação pode vir a ser a única maneira confiável para proteger as comunidades costeiras a longo prazo – por abrandar o ritmo de futuro aumento do nível do mar. Entretanto existe uma verdade a ser enfrentada no caso de adaptação.

Existem limites fundamentais – seja físico, econômico ou social – o de que só podemos afastar os impactos do aumento do nível do mar até um determinado ponto. Enquanto o nível do mar continuar subindo, mesmo os nossos melhores esforços de proteção não serão suficientes em algumas áreas em face do crescente aumento das marés, ondas e tempestades.

inundações-grafico-marés--today-2030-2045

Se a água atingir os limites de adaptação costeira, as comunidades afetadas terão de enfrentar a perspectiva de mudança para fora dessas áreas fortemente inundadas. Estes limites vão chegar mais cedo nas áreas expostas a maiores riscos, aquelas já com os seus ecossistemas mais frágeis e sistemas de defesa naturais limitados, e aquelas que são menos abastadas economicamente.

Líderes em todos os níveis de governo precisam levar muito a sério os riscos das pessoas que vivem ao longo das nossas costas marítimas e a necessidade urgente de uma ação governamental.

Devemos preparar as nossas comunidades para a invasão das águas do oceano pelas marés e outros impactos pela elevação do nível do mar, mesmo que façamos um esforço concentrado para reduzir as emissões de gases que retêm o calor (efeito estufa) que irão determinar a taxa em que o mar se elevará anualmente a “longo prazo”  e o consequente impacto nas regiões costeiras.


“O medo é a emoção predominante das massas que ainda estão presas no turbilhão da negatividade da estrutura de crença da (in)consciência de massa. Medo do futuro, medo da escassez, do governo, das empresas, de outras crenças religiosas, das raças e culturas diferentes, e até mesmo medo da ira divina. Há aversão e medo daqueles que olham, pensam e agem de modo diferente (os que OUVEM e SEGUEM a sua voz interior), e acima de tudo, existe medo de MUDAR e da própria MUDANÇA.” –  Arcanjo Miguel

“Conhece-te a ti mesmo e conheceras todo o universo e os deuses, porque se o que tu procuras não encontrares primeiro dentro de ti mesmo, tu não encontrarás em lugar nenhum”.  –  Frase escrita no pórtico do Templo do Oráculo de Delphos, na antiga Grécia.

new-york-inundação-leste-EUA

Anúncios

1 Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: