HÉLIO'S BLOG

Início » Divulgação Científica » Sol Central da Galaxia emitiu Poderosa Onda de energia

Sol Central da Galaxia emitiu Poderosa Onda de energia

https://helioaraujosilva.wordpress.com/

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

foton-belt-cinturão-de-fotons (1)A NASA registrou poderosas emissões de ondas de energias (Cinturão de Fótons) desde o Buraco (Hunab KU-Sol Central) Negro do Centro da nossa Galáxia Via Láctea

 O Buraco Negro com “tamanho estimado de 4 milhões de massas solares” que se esconde no centro (por “trás do gigantesco SOL CENTRAL” da nossa Galáxia) da Via Láctea tem uma reputação de ser como um gigante gentil. Os buracos negros” arrotam e explodem” quando engolem o gás existente em torno de si, mas o nosso leviatã local apenas dá umas mordidelas ocasionais na nuvem de gás que lhe envolve  como se fosse um lanche leve.

Sol Central da Galaxia emitiu Poderosa Onda de energia

NEWS BLOG,  by Monica Young

Fontes: http://www.nasa.gov , http://www.nustar.caltech.edu/ e

http://www.skyandtelescope.com

Esquerda: Símbolo Maia para o Buraco Negro/o Sol Central da nossa Galáxia, Hunab KU.

O buraco negro central da nossa galáxia emite regulares e misteriosas explosões de raios-X. Pela primeira vez, o novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope da NASA com o foco mais agudo, captou uma visão da emissão da alta energia em ação. 

O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, da NASA, gravou esta expansão violenta de energia emitida  pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. 

O novo telescópio NuSTAR- Nuclear Spectroscopic Telescope, gravou esta expansão violenta de energia emitida pelo supermassivo buraco negro chamado de Sagitário A do Centro da nossa Galáxia Via Láctea no final de julho. A imagem de fundo mostra um amplo campo de visão, em infravermelho do centro da Galáxia. Inserções de zoom no buraco negro gravou como a energia se inflama desde o centro em repouso, explodindo para em seguida, desaparecer. O gás mais quente, localizado perto do buraco negro, pulsa como o ponto branco central visto nas imagens de raios-X. O gás um pouco mais frio fica associado com um gás remanescente de uma velha explosão de uma supernova nas proximidades e é responsável pela existência da nuvem circundante (DO RAIO) rosa.Foto: NASA / JPL-Caltech. (http://www.nasa.gov/mission_pages/nustar/main/index.html)

 O Buraco Negro com “tamanho estimado de 4 milhões de massas solares” que se esconde no centro (por “trás do gigantesco SOL CENTRAL” da Galáxia) da Via Láctea tem uma reputação de ser como um gigante gentil. Os buracos negros” arrotam e explodem” quando engolem o gás existente em torno de si, mas o nosso leviatã local apenas dá umas mordidelas ocasionais na nuvem de gás que lhe envolve  como se fosse um lanche leve.

 Esquerda: Reprodução da deusa egípcia, aÍSIS Negra, a Mãe (Cósmica) de todos os sóis/estrelas e a “BASE” do poder do Faraó. Símbolo da energia divina feminina e a “BASE” do Cosmos dos universos materiais.

Notar a figura do triângulo com base para cima e o vértice para baixo formado pelas mãos de ÍSIS: o Símbolo doTriângulo equilátero feminino (com o Vértice embaixo e a base em cima) da energia FEMININA da Deusa, com o ponto central de LUZ   quase idêntico ao da foto do centro da Galáxia feita pelo telescópio NuSTAR da NASA.

Saiba mais em: http://thoth3126.com.br/12-de-outubro-n-sra-aparecida-isis-e-o-brasil/

Como os buracos negros supermassivos evoluem, o nosso é considerado muito silencioso. Mas de alguma forma, apesar de sua dieta escassa, o nosso gigante gentil é capaz de liberar enormes flares de raios-X mais ou menos diariamente. Erupções ligeiras de rádio e raios infravermelhos podem ocorrer ainda mais frequentemente, até várias vezes por dia. Agora, pela primeira vez, o telescópio da NASA, o Telescópio Nuclear Spectroscopic (NuSTAR) capturou um visual de alta energia sendo emitidos em de um desses flares.

Durante um período de dois dias no final de julho, o NuSTAR detectou emissão  de raios-X do centro da Galáxia com energias até quatro vezes maior do que pode ser observado com o telescópio orbital do Chandra X-ray Observatory

O mais novo telescópio de raios-X da NASA tem imagens 10 vezes mais nítidas e 100 vezes mais sensíveis do que os instrumentos de alta energia que vieram antes, como o Internacional Gamma-Ray Astrophysics Laboratory (INTEGRAL), permitindo que o telescópio NUSTAR possa gravar a atividade no buraco negro que os instrumentos anteriores perdiam.

Para emitir os raios-X de alta energia detectados pelo NUSTAR (6-79 keV), o gás ao redor do buraco negro teve uma ignição a cerca de 100 milhões de graus Celsius (180 milhões de graus Fahrenheit) 11 vezes mais quente que o centro do nosso sol. Os astrônomos sabem que este plasma quente deve aparecer perto do buraco negro, mas não sabem ainda se as espirais ao redor do centro galáctico são partes de um fluxo de entrada ou se está atirando longe dos polos do buraco negro como parte de um jato relativístico. Os astrônomos também não sabem ainda por que o gás se aquece tão de repente em uma base regular. Teorias incluem rupturas dos campos magnéticos ou turbulência agitando o gás mais próximo da borda do buraco negro.

Como alternativa o monstro pode estar se alimentando de fragmentos deasteroides de acordo com uma nova teoria proposta no início deste ano. Esse estudo sugere que uma nuvem de asteroides e cometas circunda o buraco negro, despido de estrelas há muito tempo e que se aventuraram muito perto um do outro. 

Para um gigantesco buraco negro, “engolir” pequenas porções dos asteroides ocasionalmente seria como ocasionalmente comer um naco do bolo do gás circundante, proporcionando uma rápida explosão de energia a partir de apenas um pouco de massa. O  NUSTAR observou o surto recente, como parte de uma colaboração internacional se unindo para observar o comportamento da besta (o Buraco Negro) no centro da nossa galáxia.

Uma foto espetacular do Centro da nossa Galáxia (na direção de Sagittarius A) em imagens obtidas de três diferentes telescópios: Chandra X-Ray, Hubble e Spitzer Space Telescopes.

Além do telescópio NUSTAR, a atividade de vigilância de julho incluiu observações de cinco outros instrumentos de observação em raios gama, de raios-X de baixa energia, infravermelho, e comprimentos de ondas de rádio. Observação simultânea em vários comprimentos de onda são importantes porque, embora esteja claro que o buraco negro exista – uma super estrela gigante recentemente foi vista completar uma órbita total em torno dele – muito do comportamento do gigantesco buraco negro  por trás do SOL CENTRAL da Galáxia é um mistério. As detecções de emissão de alta energia de raios-X do telescópio NuStar acrescentam uma peça fundamental para a busca da solução do quebra-cabeça.

Posted By Monica Young, related content: News TopicsBlack HolesMilky Way news. – Publicado em outubro de 2012.   Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

A Terra e seu núcleo estão respondendo a essas emissões de energia do Sol Central da Galáxia, para saber (e informar-se) mais veja em:

Anúncios

1 Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: