HÉLIO'S BLOG

Início » Divulgação Científica » Brasil: Escravidão indígena

Brasil: Escravidão indígena

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

escravidao1

Primeiros anos de escravidão no Brasil: Escravidão indígena

Com a chegada dos portugueses nas terras aonde hoje chama-se Brasil, a motivação dominante era poder extrair o máximo de vantagens e tesouros que pudessem encontrar nelas. Só que com as primeiras explorações realizadas, já foi possível constatar que a única fonte de riqueza que estava visível era o valioso pau-brasil uma árvore que dava um corante de cor vermelha muito utilizada na Europa para tingir roupas.

Além do pau-brasil os colonizadores encontraram clima agradável, natureza exuberante, habitantes cordiais e inocentes. Esses mesmos habitantes foram logo nos primeiros anos da descoberta fonte alternativa de obtenção de lucro, embora não haja muitos estudos sabe-se que os indígenas eram levados para a Europa para serem vendidos nos mercados europeus, esses índios eram capturados ou por meio de troca com outros indígenas ou enganados pelos colonizadores ao levarem o pau-brasil para as embarcações. 11

bad07-indiobelomonte

Com o começo da indústria açucareira aparece a preocupação de quem irá trabalhar nas fazendas que exigia duras, longas e ininterruptas jornadas de trabalho. Era necessário encontrar braços abundantes e baratos para os engenhos, roças e plantações; porém a contratação do braço assalariado era impossível naquele momento. A grande maioria dos trabalhadores europeus não largaria a sua vida na Europa para trabalhar em condições piores de trabalho no chamado Novo Mundo, os que viessem poderiam acabar abandonando seus empregos e ir morar em terras ainda desabitadas por europeus no imenso litoral brasileiro, se sustentando através de agricultura de subsistência. Nesse momento a mão-de-obra escrava era a melhor alternativa para a indústria canavieira, sendo um direito do dono de capitania escravizar os nativos.

Os primeiros índios a serem utilizados como escravos foram os chamados índios de corda, que eram adquiridos através de trocas com as tribos que aprisionavam outros índios em suas guerras tribais que ao longo do tempo eram estimuladas pelos colonos portugueses que fomentavam a inimizade entre as aldeias nativas. Um índio capturado por uma tribo rival da sua acabava tendo três destinos: era incorporado como hóspede na tribo rival, sacrificado em rituais antropofágicos, ou era negociado com os colonos e acabava sendo escravizado. Não era fácil para os colonos conseguir índios para escravizar, os índios capturados por outras tribos eram poucos e eles não gostavam de ceder todos para os portugueses em troca das pouco valiosas ferramentas.

Índio

Com o desenvolvimento das plantações e a necessidade de mais trabalhadores, os colonos pressionavam cada vez mais as comunidades aliadas para capturarem índios de corda. A luta pelos escravos acaba mudando a convivência entre os nativos e os colonos. De um lado um grupo de pessoas que pensa apenas em lucrar cada vez mais, e do outro uma população não acostumada com bens materiais e imposição alheia, isso acaba gerando diversos conflitos entre os dois grupos que vem a resultar em guerras e matança dos dois lados. 

Em poucos anos o indígena acabou sendo massacrado pelas guerras travadas entre as tribos indígenas e os colonizadores, além das doenças trazidas pelo homem branco que dizimou a grande maioria da população indígena, fazendo com que se tornasse cada vez mais difícil a captura de novos índios, para a escravidão. Com a falta de mão-de-obra indígena e o interesse da coroa portuguesa em trocar o indígena pelo negro fez com que o comércio de trabalhadores negros escravizados se tornasse a melhor alternativa para os donos de engenhos e para a Coroa que lucrava através do comércio triangular. 

Assim podemos compreender que a escravidão do índio foi um dos fatores que levou a colonização do Brasil a ser um sucesso, a partir de sua mão-de-obra a metrópole portuguesa conseguiu explorar as terras de uma forma que ao mesmo tempo em que trazia riquezas, protegia o território contra as outras nações europeias.

Referências

BERTA, G.Ribeiro.O Índio na historia do Brasil. São Paulo:Global,1983

GOMES, Mércio Pereira.Os índios e o Brasil. Petrópolis:Vozes, 1988

KLEIN,S Herbert.O comercio atlântico de escravos: quatro séculos. São Paulo :Replicação,2002

MAESTRI, Mario.O escravismo no Brasil. São Paulo:Atual,1994

MAESTRI, Mario.Uma historia do Brasil colônia.São Paulo :Contexto,2002

MESGRAVES, Lima. O Brasil que os europeus encontraram.São Paulo:Contexto,2002

PINSKY, Jaime. A escravidão no Brasil. São Paulo:Contexto, 1988

SERGIO Buarque de Holanda.Historia geral da civilização brasileira .Rio de janeiro:Bertrand Brasil,2008.

Anúncios

1 Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: