HÉLIO'S BLOG

Início » •Saúde » CORPO HUMANO

CORPO HUMANO

https://helioaraujosilva.wordpress.com/

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

 O MICROCOSMO QUE É A OBRA PRIMA DA NATUREZA.

  Aproximadamente cem trilhões de células presentes nos tecidos, órgãos e sistemasrespondem pela estrutura e pela fisiologia do corpo humano. 
Cada célula é um microsistema complexo, capaz de realizar a síntese de diversas macromoléculas que 
operam funções bioquímicas precisas e necessárias a sua preservação. Promovem, 
também, a decomposição de certas moléculas orgânicas assimiladas – a exemplo da 
glicose e de certos lipídeos, a fim de retirar-lhes energia para a sua 
sobrevivência e do corpo como um todo.

  O trabalho meticuloso e integrado de muitos trilhões de células é imprescindível para garantir vitalidade ao organismo. Toda essa maravilha de cooperação entre as células que se associam para formar os diferentes tipos de tecidos do corpo: 
epitelial, conjuntivo, muscular e nervoso, que por sua vez irão constituir os 
órgãos e posteriormente os sistemas corporais, começa a se formar a partir de uma célula resultante do encontro de um espermatozóide com um óvulo- o zigoto.
  A Ciência analisa e identifica as mudanças que ocorrem no “zigoto” durante o 
período embrionário, mas ignora a lógica interna que determina a regência de tais mudanças. Sabe-se que dentro do núcleo do zigoto há um código molecular com 
informações genéticas para a “construção” do futuro corpo de um ser humano – uma 
linguagem bioquímica que emite ordens para que a célula produza enzimas – 
verdadeiros agentes que controlam o metabolismo, ou seja, a totalidade das reações químicas que se processam na interioridade da célula.
  Todos os processos complexos e de alta precisão que estão ocorrendo em cada uma das células do corpo humano não são controlados pelo consciente humano, entretantoocorrem de forma integrada, harmônica e em tempo hábil, garantindo o equilíbrio 
interno e a estabilidade do corpo em relação ao meio circundante.

 
  Dentro da célula existem vários tipos de “organóides” que atuam de modo análogo 
aos órgãos macroscópicos do corpo, cada um deles executa certas atividades que se integram de forma sincronizada. A mitocôndria, por exemplo, é um organóide que 
realiza a respiração celular a fim de produzir Adenosina Trifostafo (ATP), 
molécula que armazena energia dentro da célula, fornecendo-a para as diversas 
atividades físicas, tais como caminhar, andar, falar, correr e atividades de 
memorização, de raciocínio e de expressão de emoções. Essa fantástica central de 
energia da célula produz grande  estoque de ATP,pois em seu interior realiza 
transporte de elétrons e transporte de prótons que acionam uma espécie de turbina molecular. As nossas mitocôndrias são de origem materna, pois foram formadas a 
partir da outras que já existiam no óvulo de nossa mãe. Devido a possuírem uma 
pequena molécula de DNA (Acido Desoxirribonucléico) podem se autoduplicar para 
manterem um número suficiente na célula e  corresponder à demanda energética dela.  Outro organóide denominado “Ribossomo” se relaciona com a produção de diversos 
tipos de proteínas dentro da célula. Complexas sequências bioquímicas desencadeadas a partir da transcrição do código genético culminam com a formação do tipo de 
proteína específica que irá determinar a expressão de uma característica 
morfológica (p. ex.: cor dos olhos), ou fisiológicas (ex. transporte de oxigênio).   As “receitas” para produzirem as proteínas que são imprescindíveis para a vida da célula e do corpo são os genes, que correspondem a segmentos da molécula de DNA   Embora nosso consciente não controle a atividade gênica, ela se desencadeia em tempo hábil e com precisão, realizando, por exemplo, processos de reparos, 
desenvolvimento do organismo, eliminação de toxinas e renovação de muitas células do corpo.
  Verdadeiras linhas de montagens de moléculas, semelhantes ao modo de produção decertas fábricas, irão compor substâncias que operam ininterruptamente, na 
manutenção da vida das células. Mesmo assim, milhões e milhões de novas células 
são produzidas a todo instante, para repor as que deixaram de existir. Essa 
renovação celular não se processaria, caso o DNA não se auto-duplicasse a fim de 
que cada uma de suas cópias executasse a formação das novas células. Isto 
significa dizer, que o organismo prolonga sua vida, graças a essa espetacular  
propriedade que o DNA possui de se autoduplicar.

  Organoides conhecidos como “Lisossomos”, concentram enzimas digestivas que se 
prontificam a digerir certas moléculas que são incorporadas pelas células ou 
certas estruturas que perderam a funcionalidade.
  Alguns entre os organoides possuem enzimas especiais, as “oxilases”, capazes de destruir vários tipos de toxinas que eventualmente penetram e intoxicam as células  Armazenamentos e empacotamentos de moléculas e substâncias que devem ser 
exportadas para fora da célula, como é o caso de certos mensageiros químicos 
denominados “hormônios”, ocorrem em retículos membranosos e numa espécie de 
armazém celular-  o Complexo Golgiense.
  Do micro ao macro está evidenciado uma majestosa ordem hierárquica de níveis de 
organização que em nada fica a dever ao mais sofisticado programa de medidas e 
operações integradas e regidas por inteligências humanas de elite.
  O corpo humano representa o ápice da evolução biológica planetária. Segundo a 
visão clássica da Ciência, a evolução da vida na Terra teve início com o 
surgimento decertas bactérias “autolitotróficas”, ou seja, que retiravam energia 
térmica de atividades vulcânicas para produzir seu próprio alimento 
(matéria orgânica). Mutaçõesao acaso no DNA, recombinações de seus genes e 
seleções naturais se encarregaram de originar milhões e milhões de novas espécies até culminar com o aparecimento do Homo Sapiens.
  Na concepção da “Ciência no Primado da Consciência” o organismo humano não pode 
ser apenas o resultado do acaso evolutivo, pois, tamanha complexidade estrutural efuncional pressupõe a existência de processos ordenados, portanto, integrados a uma Consciência. Nessa concepção, cabe a analogia indagativa : Acaso um monte de 
tijolos, cimento e outros materiais de construção, sem uma consciência atuante se transformam em uma requintada mansão?
MAURÍCIO TOVAR
MATÉRIA DO JORNAL DIÁRIO DA MANHà
COLUNA  TERRA SUSTENTÁVEL
http://www.dmdigital.com.br/ 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: