HÉLIO'S BLOG

Início » Divulgação Científica » Ciência e Cabala (Kabbalah)

Ciência e Cabala (Kabbalah)

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

O que a cabala pode fazer por você?

 
Sobre Torre de Iluminação
Tradição mística mantida em segredo por séculos, a cabala permite interpretar significados ocultos nas histórias da Torá, livro sagrado dos judeus. Como esses ensinamentos podem nos levar a uma vida melhor?

Tudo o que sabemos a respeito do nosso mundo está baseado em estudos humanos. Cada geração estuda nosso mundo e transmite seu conhecimento à seguinte. Desta forma, cada geração compreende as referências pelas quais deve comportar-se e sua posição com respeito às demais gerações. Em cada era, a humanidade utiliza o mundo ao seu redor.

O mesmo ocorre no plano espiritual. Cada geração de Cabalistas, de Abraão em diante, estuda e descobre os mundos espirituais. Da mesma forma que na investigação científica, transmite-se o conhecimento adquirido às gerações seguintes.

Neste mundo possuímos um sentido geral, chamado “desejo de receber”, com cinco receptores (os cinco sentidos). Quando alguém sofre uma correção, obtém o sexto sentido, conhecido como “o sendo espiritual”. O sexto sentido é muito diferente dos demais.
Os cientistas também utilizam só seus cinco sentidos. Costumamos considerar “objetivo” qualquer instrumento – de precisão, técnico, mecânico ou outro. No entanto, esses instrumentos apenas nos ajudam a apurar os nossos cinco sentidos. Em última instância, o que há é um ser humano examinando, medindo e avaliando os resultados da investigação, com seus cinco sentidos. Obviamente, não se pode fornecer uma resposta exata e objetiva utilizando os sentidos. A Cabala, fonte de toda sabedoria, pode sim fazê-lo.
Ao começar a estudar a realidade, descobrimos que não podemos estudar nem compreender o que está além: isso permanece desconhecido e não revelado para nós. Ao não poder vê-la ou tocá-la, perguntamo-nos se essa realidade realmente existe. Apenas os cabalistas, que alcançam a luz abstrata superior além de nossos sentidos, podem compreender verdadeiramente a autêntica realidade.

Os cabalistas nos informam que além de nossos sentidos só existe a luz abstrata superior, sem forma, chamada o Criador. Imagine que nos encontramos em meio de um oceano, em um mar de luz. Percebemos diferentes sensações aparentemente incorporadas ali, na medida em que nossa capacidade de entendimento permite. Não ouvimos o que acontece fora dali. O que chamamos “escutar” é na realidade a resposta de nossos tímpanos aos estímulos externos. Não sabemos o que causa o som. Simplesmente sabemos que nosso tímpano reage dentro de nós. Avaliamos isto internamente e aceitamos como um acontecimento externo. Não sabemos o que está realmente sucedendo fora de nós; só percebemos a reação de nossos sentidos ante isso.

O mesmo acontece com os demais sentidos: visão, paladar, tato e olfato. Nunca podemos sair de nossa “caixa”. O que quer que seja que afirmemos a respeito de acontecimentos externos é na realidade a imagem que pintamos em nosso interior. Esta restrição é impossível de superar.

O estudo da Cabala pode ajudar-nos a ampliar os limites de nossos sentidos naturais para conseguir o sexto sentido, com o qual conheceremos a autêntica realidade fora e dentro de nós. Esta é a verdadeira realidade. Com ela, poderemos experimentar a reação externa de nossos sentidos. Se dirigirmos corretamente nossos cinco sentidos, poderemos ver a verdadeira imagem da realidade. Só precisamos interiorizar as características do mundo espiritual.

merkabah-movimento-flor-da-vida
O que a cabala pode fazer por você?

É como um rádio que sintoniza uma determinada freqüência A freqüência existe fora do rádio, que a recebe e reage. O exemplo aplica-se a nós também. Se temos ainda que uma pequena centelha do mundo espiritual, começaremos a senti-la em nosso interior.

Ao longo de sua evolução, o cabalista adquire mais e mais características espirituais, conectando-se assim com todos os níveis do mundo espiritual, todos construídos segundo o mesmo princípio. O estudante de Cabala compreende, percebe, avalia e trabalha com todas as realidades, tanto materiais como espirituais, sem diferenciá-las. Alcança o mundo espiritual enquanto se encontra dentro deste mundo. Percebe ambos os mundos sem fronteiras ou divisórias entre eles. Só quem experimenta esta verdadeira realidade pode ver as razões do que lhe acontece aqui. Entende as conseqüências de seus atos. Pela primeira vez se torna verdadeiramente prático, vivendo e percebendo tudo e sabendo o que fazer consigo mesmo e com a sua vida.

Antes não podia saber para que nasceu, quem era e quais eram as conseqüências de seus atos. Tudo se inseria nos limites do mundo material e, sem o estudo, a pessoa abandonaria este mundo no mesmo estado em que o ingressou.

Entretanto, nos encontramos todos no nível chamado “este mundo”. Nossos sentidos estão igualmente limitados; por isso vemos todos a mesma imagem. Baal Hasulam escreve: “Todos os mundos superiores e inferiores estão incluídos no homem.” Esta frase é a chave para quem se interessa pela sabedoria da Cabala e em viver a realidade circundante. Esta realidade inclui os mundos superiores e este mundo; juntos, fazem parte do ser humano.

Por ora, compreendemos o mundo por meio de elementos materiais ou físicos. Ao estudar, agregaremos elementos adicionais, que nos permitirão descobrir coisas que hoje não podemos ver.
Nosso nível é muito baixo, pois estamos localizados na diagonal oposta ao nível do Criador. Começamos a elevar-nos a partir deste nível pela correção do desejo. Então descobrimos outra realidade ao nosso redor, ainda que na realidade nada tenha mudado. Mudamos nós o nosso interior e, em conseqüência, tornamo-nos conscientes dos outros elementos que nos rodeiam. Mais tarde, estes elementos desaparecem e percebemos que tudo se deve exclusivamente ao Criador, ao Todo-Poderoso. Os elementos que começamos a descobrir gradualmente se denominam “mundos”.
Não devemos imaginar a realidade espiritual, mas percebê- la. Imaginá-la nos afasta de seu alcance. Os Cabalistas alcançam os mundos superiores por meio dos seus sentidos, assim como nós alcançamos o mundo material. Os mundos se interpõem entre nós e o Criador, ocultando-O de nós. Como diz Baal HaSulam, é como se os mundos filtrassem a luz para nós. Podemos ver a que a realidade tal como a conhecemos é distorcida. De fato, descobriremos que não há nada entre nós e o Criador.
Todas essas perturbações, esses mundos entre nós, ocultam- No de nós. São máscaras colocadas sobre nossos sentidos. Não O vemos em sua verdadeira forma; vemos só elementos fragmentados .

Em hebraico, a origem do termo “olam” (mundo) é “alama” (ocultar). Parte da luz se transmite, parte se oculta. Quanto mais elevado é o mundo, mais revelado está o Criador.
Os habitantes deste mundo pintam diversas imagens da realidade. A lógica diz que a realidade deve ser uniforme para todos. No entanto, um escuta uma coisa, outro outra; este vê uma coisa, aquele outra.Ciência e Cabala

Baal HaSulam ilustra isto mediante o exemplo da eletricidade: em nossos lares há tomadas que contêm energia abstrata que esfria, esquenta e cria vazio ou pressão segundo a especificação do aparelho que se conecta nela. Mas a energia não tem forma própria: é abstrata. O aparelho revela o potencial da eletricidade.
Podemos dizer o mesmo da luz superior, o Criador que não tem forma. Cada um percebe o Criador segundo seu nível de correção. Ao iniciar seu estudo, é possível que alguém perceba só sua própria realidade e nenhuma força superior.

Gradualmente irá descobrindo, pelo uso de seus sentidos, a verdadeira realidade expandida. Ao avançar, se corrigir todos seus sentidos segundo a luz circundante, não haverá nenhuma separação entre ele e a luz, entre o homem e o Criador, como se não tivesse nenhuma diferença entre suas características. Consegue-se então a santidade, o nível mais elevado de espiritualidade.

Como poderá um iniciante dominar essa ciência se nem sequer pode compreender seu professor? A resposta é muito simples. Isso só é possível elevando-nos espiritualmente acima deste mundo.
Para isso, devemos libertar-nos de todo rastro de egoísmo material e considerar a obtenção dos valores espirituais como nosso único objetivo. Anseio e paixão só pelo espiritual em nosso mundo – esta é a chave para o mundo superior.

Fonte original do texto: Um Guia à Sabedoria Oculta da Cabala
Traduzido a partir da versão em inglês: “The Hidden Wisdom of Kabbalah with ten complete Kabbalah lessons”.
Por Rabi Michael Laitman Compilado por Benzion Giertz

Anúncios

3 Comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: