HÉLIO'S BLOG

Início » Divulgação Científica » Finalmente a NASA Admite Publicamente a Existência de Vida Extraterrestre?

Finalmente a NASA Admite Publicamente a Existência de Vida Extraterrestre?

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

Nesta semana uma notícia “bombástica”, dessa vez veiculada pelo Jornal da Cultura, alegando que a NASA, “diz que os círculos nas plantações, ou agora chamados, “agroglifos”, são uma forma de comunicação extraterrestre para nos preparar para o contato”, e segue dizendo que “estas informações estão no livro “Archaeology, Anthropology, and Interstellar Communication” (Arqueologia, Antropologia, e Comunicação Interestelar)”, editado por Douglas A. Vakoch e publicado pela NASA em maio de 2014. A jornalista da TV Cultura completa ainda a reportagem dizendo que o livro trata de várias formas de comunicação, por áudio, imagens, etc, e que o livro “insinua que os astronautas já estariam  recebendo esse tipo de treinamento para esse tipo de comunicação com extraterrestres.

Infelizmente, esse não passa de outro episódio que mostra o falta de responsabilidade de alguns jornalistas, repórteres e chefes de redação dos meios de comunicação brasileiros, que não entendem nada do assunto. Eles não pesquisam, olham a capa de um livro ou assistem 5 minutos de vídeo no YouTube, e querem fazer uma matéria “bombástica”, afim de ganhar exposição, mas com comprometimento zero com a realidade…

Posso falar com propriedade do assunto por que li recentemente, o livro “Archaeology, Anthropology, and Interstellar Communication“, e posso dizer com segurança, não, ele não diz que os agroglifos são comunicação extraterrestre e ele não serve para treinar astronautas para comunicação com extraterrestre.

O livro, excelente por sinal, é um conjunto de estudos derivados do programa SETI (Search for ExtraTerrestrial Inteligence), e aborda, desde a história do programa, como as dificuldades políticas surgidas no início, como toda a complexidade envolvida numa possível comunicação entre duas racas diferentes, que não possuem um contato direto entre elas, oque já descarta a absurda informação da matéria que diz que astronautas estariam sendo preparados para o contato por meio desse livro.

Essas dificuldades passam por, identificar uma mensagem, entender a mensagem, decodificar a mensagem, interpretar seu conteúdo, etc,  porém, explora toda a dificuldade que temos em decifrar mensagens que temos hoje em mãos, como por exemplo, textos dos Maias, os hieroglifos egípcios, e diversas outros registros que temos, de civilizações completamente terrestres, mas que por não conhecermos sua cultura, sua forma de se comunicar e interpretar símbolos, sua forma de ver e sentir o mundo, não temos condições de entender o que eles queriam dizer.

O livro também aborda no capítulo 9, intitulado “Contact Considerations – A Cross-CulturalPrspective“, a possibilidade ou não de existência de vida inteligente fora do planeta Terra, onde o autor do capítulo, Duglas Raybeck diz:

O mais sérios astrônomos e cosmologistas estão convencidos que é improvável que sejamos a única forma inteligente de vida no universo.

E isso é o mais perto de “admitir publicamente a existência de vida extraterrestre” que o livro chega…

O livro continua discorrendo sobre como a evolução pode ter levado uma possível raça alienígena a contar com dispositivos sensoriais diferentes dos nossos, como por exemplo, um morcego, que diferente dos humanos, se guia no mundo por meio de ecolocalização. Ou seja, se você enxergasse o mundo como um morcego, sera que uma placa vermelha escrito PARE, que hoje você praticamente reconhece em qualquer cruzamento do mundo, mesmo sem saber o idioma local, faria sentido para você?

Ele também aborda, ainda que de modo superficial, mas objetiva, os possíveis impactos sociais, políticos e militares de uma possível confirmação de contato.

Esses e outros estudos são abordados no livro, que ao meu entender, é leitura obrigatória para quem quer entender melhor toda a dificuldade existente entre uma possível comunicação entre os humanos e outra raça, por meio de uma comunicação remota, ou seja, sem a possibilidade de interagir com seu interlocutor.

E não, ele não diz em momento algum que os “agroglifos” seriam mensagens de extraterrestres…

Se você não viu a matéria veiculada pelo Jornal Cultura, assista:

 

Arqueologia, Antropologia, e Comunicação Interestelar

Archaeology, Anthropology, and Interstellar CommunicationAbordando um campo que foi dominado por astrônomos, físicos, engenheiros e cientistas da computação, os contribuidores dessa coleção levantam questões que podem ter sido negligenciados por cientistas físicos sobre a facilidade de estabelecer uma comunicação significativa com uma inteligência extraterrestre. Estes estudiosos estão abraçando alguns dos enormes desafios que a humanidade terá que enfrentar se um sinal rico em informações emanando de algum outro mundo for detectado.

Ao desenhar um cenário sobre as questões que estão no centroda arqueologia e e antropologia contemporânea, podemos estarmuito mais bem preparados para o contato com uma civilização extraterrestre, se este dia um dia ocorrer.

O que você acabou de ler acima, é a descrição do livro, disponível no site da NASA, que você pode acessar ao se clicar na capa do livro ao lado.

E me desculpem a sinceridade, mas ao ver a repórter Laís Duarte, afirmar o que afirma em sua matéria, me questiono se ela sequer leu a sinopse do livro antes de falar sobre ele…

Infelizmente, mais um ponto negativo para TV aberta brasileira, que mais uma vez tenta abordar um tema que ela desconhece, propagando desinformação entre a nossa população, que já é carente de informação de qualidade…

Anúncios

6 Comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: