HÉLIO'S BLOG

Início » Desenvolvimento Sustentável » Sons estranhos nos céus da Terra explicados por cientista …

Sons estranhos nos céus da Terra explicados por cientista …

https://helioaraujosilva.wordpress.com/

Categorias

HÉLIO’S BLOG

#Divulgação Científica

Facebook , Twitter :@Heliosblog, Linked

“Em nossa opinião (do Dr.ProfElchin Khalilov) a provável fonte da manifestação poderosa e tão imensa de ondas de gravidade acústicas gravadas por todo o planeta deve ser devido a muitos processos em larga escala de energia que estão ocorrendo.  Mas em todos os casos, mesmo que as causas das  ondas  acústicas de gravidade  sejam de uma natureza geofísica bastante compreensível, elas são “indicativos do aumento significativo”  esperado da atividade solar e da atividade  geodinâmica do nosso planeta. 

Sons estranhos nos céus da Terra explicados por cientista

Fonte: http://www.wosco.org/index.shtml?id_file=365&id_node=1453

Não há dúvida de que os processos no núcleo da Terra governam a energia interna do nosso planeta, portanto, devemos esperar que a partir do final de 2012 um forte aumento em quantidade e intensidade em terremotos, erupções vulcânicas, tsunamis e eventos climáticos extremos com níveis de pico em 2013 – 2014. 

O Dr.Prof Elchin Khalilov  (Azerbaijão : Elçin Xəlilov nascido em 26 de abril de 1959, em Baku , no Azerbaijão) é um Geofísico que trabalha na área da Geodinâmica e Geotectônica. Ele é Presidente do instituto GNFE (Global Network for the Forecasting of Earthquakes-GNFE, Rede Global de Monitoramento de Terremotos)  em Londres, Inglaterra) 

Mais informações em: http://en.wikipedia.org/wiki/Elchin_Khalilov

Professor Elchin Khalilov

Pergunta: Sr. Khalilov, qual é a natureza dos incomuns  sons agudos muito baixos relatados por um grande número de pessoas em diferentes partes do planeta desde o inverno de 2011(no Hemisfério Norte) ? 

Muitos o chamam de “The Sound of the Apocalypse” (O Som do Apocalipse). Informações sobre esses registros surgiram de todo o mundo: EUA, Reino Unido, Costa Rica, Rússia, México, República Tcheca, Brasil, Austrália, Hungria, Malásia, etc… 

Resposta: Foram analisados registros destes sons e se descobriu que a maior parte do seu espectro está dentro do intervalo infra, ou seja, não é audível para os seres humanos. O que as pessoas ouvem é apenas uma pequena fração do poder real destes sons. Eles são emissões acústicas de baixa frequência no intervalo entre 20 e 100 Hz modulados por  ondas infrasônicas ultra-baixas de 0,1 a 15 Hz. Em geofísica, eles são chamados de ondas de gravidade acústicas, que são formadas na atmosfera superior, no limite entre a atmosfera e a ionosfera em particular.

Podem haver um monte de causas para que essas ondas sejam geradas: terremotos, erupções vulcânicas, furacões, tempestades, tsunamis, etc, no entanto, a escala do zumbido observado tanto em termos de área coberta assim como o seu som poderoso excede em muito aqueles eventos que podem ser gerados pelos fenômenos antes mencionados.

P: Nesse caso, o que poderia estar causando esses  sons, zumbidos nos céus do planeta?

R: Em nossa opinião, a (provável) fonte da manifestação poderosa e tão imensa de ondas de gravidade acústicas gravadas em todo o planeta deve ser devido a muitos processos de energia (n.t. como a mudança do campo eletromagnético e inversão dos polos) em larga escala que estão ocorrendo na Terra.

Esses processos incluem poderosas explosões solares (CME-Coronal Mass Ejection, Emissão de energia pelas explosões solares) e o enorme fluxo de energia gerada por elas, correndo carregados de energia em direção (o vento, plasma solar) à superfície da Terra e desestabilizando a magnetosfera, a ionosfera e a atmosfera superior (n.t. – e podendo contribuir para a alteração no campo eletromagnético e os pólos norte e sul da Terra).

Assim, temos os efeitos das poderosas explosões solares: o impacto das ondas de choque do vento solar na camada atmosférica e magnética do planeta, correntes de corpúsculos e as explosões de radiação eletromagnética são as principais causas de geração de ondas de gravidade acústicas, após o aumento da atividade solar.

Dado o aumento na atividade solar e assim como se manifestou em maior número e a energia dos flares (CMEs-Emissão de Massa Coronal) solares desde meados de 2011, podemos supor que existe uma alta probabilidade de impacto do aumento substancial da atividade solar sobre a geração dos sons/zumbidos estranhos aparentemente vindo dos céus em todo o planeta.

Auroras Boreais provocadas pelo impacto da energia solar no campo magnético da Terra.

Deve ser salientado que a atividade solar começou a subir acentuadamente desde o início de 2011, com a sua amplitude significativamente maior do que todas as previsões dadas por uma série de influentes instituições científicas em 2010 e 2011 (n.t. – e continua a aumentar em intensidade e com a aproximação do pico máximo do Ciclo Solar 24 previsto para 2013-2014. Para  acompanhar diariamente visite o site em  http://www.spaceweather.com/).

Enquanto isso, o aumento observado na atividade solar é totalmente consistente com a previsão do GEOCHANGE, o Comitê Internacional publicado no Relatório da Comissão, em Junho de 2010. Se essa taxa de crescimento de atividade solar continuar, a sua amplitude no final de 2012 será maior do que a amplitude do ciclo solar 23, e em 2013-2014 a atividade solar irá atingir o seu pico a amplitude do que foi previsto por nós como sendo 1,5 – 1,7 vezes maior do que a amplitude do anterior ciclo 23 iniciado em 2001.

P: Mas você disse que a causa dos “gemidos dos céus” (os sons que foram gravados em vários países) podem estar sendo produzidos dentro do núcleo da Terra,  o que significa isso?

R: Há uma causa mais possível para a produção desses sons e ele pode estar no núcleo da Terra. O fato é que a aceleração da deriva do pólo norte magnético da Terra que aumentou mais de cinco vezes entre 1998 e 2003 e  hoje mesmo está no mesmo ponto de nível de intensificação dos processos de energia no núcleo da Terra, uma vez que é este processo no interior e no núcleo externo do planeta que formam o campo geomagnético externo da Terra.

Saiba mais em: 

https://www.youtube.com/watch?v=M0BvIySscEY

Enquanto isso, como já relatado, em 15 de novembro de 2011 todas as estações geofísicos  ATROPATENA que registram variações tridimensionais do campo gravitacional  da Terra quase simultaneamente registraram um forte impulso gravitacional.

As estações estão implantados em Istambul, Kiev, Baku, Islamabad e Yogyakarta, com a primeiro e a última sendo separadas por uma distância de cerca de 10.000 km. Tal fenômeno só é possível se a fonte dessa emanação for a nível do núcleo da Terra. Essa liberação de energia enorme do núcleo da Terra no final do ano passado foi uma espécie de sinal de partida que indica a transição da energia interna da Terra em uma nova fase ativa (NT- com substanciais alterações em toda a estrutura externa da Terra, incluindo o campo eletromagnético e a alteração dos Pólos norte e sul.)

A Intensificação dos processos de energia no núcleo da Terra é capaz de modular o campo geomagnético externo que, através de uma cadeia de processos físicos na ionosfera – nível limite da atmosfera, gera ondas acústicas de gravidade na faixa audível do que foi ouvido pelas pessoas na forma de um som de baixa frequência assustador (como trombetas em alguns locais) em diferentes partes do planeta.

Em ambos os casos, mesmo que as causas das ondas acústicas  de gravidade sejam de uma natureza geofísica bastante compreensível, elas podem ser “indicativas do aumento  significativo” esperado da atividade solar e da atividade geodinâmica do nosso planeta. Não há dúvida de que os processos no núcleo governam a energia interna do nosso planeta, portanto, devemos esperar que a partir do final de 2012 um forte aumento em quantidade e intensidade em terremotos, erupções vulcânicas, tsunamis e eventos climáticos extremos com níveis de pico em 2013 – 2014 e além.

Obrigado por suas respostas caro Prof. Khalilov.

GRAVAÇÃO COM OS SONS PELOS CÉUS DO PLANETA em 2011/2012 VER/OUVIR mais a respeito AQUI: 

( n.t. – O núcleo do planeta na realidade esta ressoando de acordo com o aumento da atividade solar, e ambos, o SOL e a TERRA estão respondendo a uma forte onda de energia vinda do Sol Central da Galáxia, o Cinturão de Fótons: as mudanças SÃO INEXORÁVEIS).

Publicado em Outubro 2014.  Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: